Parto vertical, uma posição natural para dar á luz

Parto vertical, uma modalidade natural de dar à luz, na qual a parturiente se coloca de cócoras, agarrada a um objecto firme ou a uma cadeira.

Parto vertical

Durante o trabalho de parto, a mulher naturalmente procura posições mais confortáveis. É agradável trocar de posição, caminhar, fazer algum exercício durante o trabalho de parto.

O movimento da pelve ajuda a passagem da cabeça fetal no canal do parto e facilita a sua descida, que também é bastante beneficiada pela força da gravidade.

Na hora do nascimento, a posição vertical (sentada, semi-sentada, de cócoras) pode ser escolhida pela mulher, se assim se sentir mais confortável e tiver mais facilidade para empurrar o bebé. Além disso a posição vertical está associa a uma melhor oxigenação fetal porque evita a compressão da veia cava, que fica “atrás” do útero.

Existem outras posições que podem ser adotadas:

  • posição francesa ou de Sims
  • posição inglesa ou de Gaskin
  • posição de litotomia (tradicional posição de exames ginecológicos).

O mais importante é que a mulher conheça as diversas opções, as vantagens e desvantagens de cada posição.

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]