Estresse tóxico na infância, conheça os sinais de alerta

Estresse tóxico na infância, é um tema que está preocupando especialistas, tanto que o novo manual da Sociedade Brasileira de Pediatria está voltando sua atenção e focando nos efeitos nocivos que o estresse tóxico causa nas crianças.

Estresse tóxico na infância

O que causa o estresse tóxico na infância

Agenda cheia de compromissos, com aula e cursos, estão deixando as crianças sobrecarregadas e isso gera um estresse muito alto nos pequenos.

Conforme a SBP, o excesso de atividades está comprometendo o desenvolvido infantil. Os pais querem preparar melhor o filho para o mercado de trabalho e por se preocuparem com sua formação, querem amenizar possíveis obstáculos que podem encontrar.

De fato, essa é uma preocupação pertinente, porém, a maneira com que os pais estão encontrando para amenizá-la está se tornando cada vez mais preocupante.

Uma agenda cheia de compromissos já é exaustiva para um adulto, imagina para os pequenos.

Incluir nas atividades diárias tarefas como futebol, balé, inglês, natação, judô, informática, entre outras e associando as aulas obrigatórias na escola, pode sobrecarregar as crianças e isso é muito prejudicial.

Embora as crianças estejam mais preparadas para o futuro, os pais se esquecem que são crianças e precisam de tempo para brincar livremente.

Como consequência, elas ficam estressadas e a médio e curto prazo, você vai perceber que não vale a pena. E não é à toa que o estresse infantil já está sendo considerado como problema de saúde pública.

Tipos de estresse tóxico na infância

Agenda cheia de compromissos já é estressante durante nossas vidas, mas poucos conseguem ver que para as crianças, pode resultar em efeitos nocivos e até irreversíveis.

Saiba que existem três tipos de estresse (em três níveis) que atinge, inclusive, as crianças:

  • Positivo: momentos que causam estresse de curto período e de baixa intensidade, como primeiro dia de aula, por exemplo.
  • Tolerável: o período de estresse é maior do que ocorre no estresse positivo e as crianças encontram dificuldades para lidar sozinhas. Por isso, o apoio da família é essencial. Um bom exemplo é a morte de algum familiar ou mesmo uma doença grave.
  • Tóxico: o nível de estresse é muito alto e vai além da capacidade da criança em lidar com determinada situação. Além disso, o apoio da família é essencial nesses momentos. Exemplos que causam o estresse tóxico são voltados ao fator econômico e social, violência verbal ou física, falta de carinho e atenção, excesso de atividades, problemas familiares dentro de casa e dentro da escola, principalmente se a situação for repetida.

Eles contribuem para o desenvolvimento da capacidade na criança em conseguir lidar com problemas, de acordo com sua maturidade.

Os perigos do alto nível de estresse na infância

Crianças que sofrem com estresse tóxico, podem apresentar:

  • Baixa imunidade
  • Irritabilidade
  • Falta de equilíbrio
  • Distúrbios do sono
  • Alteração no comportamento

Porém, se não obtiver ajuda logo no início, as crianças podem desenvolver consequências, como:

  • Ansiedade
  • Depressão
  • Baixo nível de inteligência
  • Doenças autoimunes
  • Transtornos psiquiátricos
  • Doenças crônicas (AVC, diabetes e hipertensão)

Saiba que os três itens finais estão ligados ao estresse tóxico de longo prazo.

Como ajudar uma criança com estresse tóxico

É fundamental o apoio da família nessa fase, onde os pais podem inserir uma alimentação e hábitos saudáveis. Além disso, os responsáveis pelos pequenos precisam ter um tempo para brincar com os seus filhos.

E não se esqueça da importância em reduzir o uso do celular, uma vez que pesquisas apontam que o aparelho também oferece efeitos negativos na saúde das crianças.

Fora que, com o celular na mão elas acabam deixando de lado as brincadeiras, como brincar de bola e de boneca, entre outras que ajudam a desestressar.

Outra forma de aliviar o estresse tóxico infantil é proporcionar momentos de relaxamento. Você pode levar o seu filho para ter mais contato com a natureza, por exemplo.

Aproveite para acampar, praticar arvorismo, explorar a natureza fazendo trilhas, entre outras atividades ao ar livre.

Por: Andreia Silveira, colaboradora do site Plano de Saúde.

A sua opinião
[Total: 2 Média: 5]