Um dia maravilhoso, o dia do nascimento

Chamo-me Tânia, tenho 24 anos, e vivi no dia 18 de Julho de 2004 pelas 15h:45 m a experiência mais linda que uma mulher pode ter, o nascimento de um filho, que no meu caso foi uma filha maravilhosa, chama-se Soraia nasceu com 2,880 Kg e 47 Cm.

Tudo começou no dia 17 de Julho, estive um pouco na praia de Peniche, e de vez em quando sentia uma contração mas bastante espaçadas, á noite já as sentia de 20 em 20 minutos, e depois de 15 em 15 e quando se trata do primeiro filho somos um pouco mais precipitadas, e como já tinha terminado o tempo previsto achei melhor ir até á maternidade das caldas da rainha ás 2 da manhã.

Entrei e as contrações ficaram mais espaçadas, mas como já tinha 2 Cm de dilatação o médico disse que eu ficava mas que estava ainda muito demorado, o meu marido foi para casa e regressou pelas 8 h da manhã, altura em que me começaram então a vir as dolorosas contrações, o apoio do marido é muito importante, ele esteve sempre do meu lado e acompanhou todos os passos do trabalho de parto, desde o rebentar das águas até ao nascimento da nossa filha e eu sempre decidida a não levar epidural, até que ás 3 da tarde já estava cansada de sofrer, e pedi que me dessem a anestesia pois a parteira disse que sendo o primeiro filho era capaz ainda de demorar mais umas 4 horas, o que é certo é que a epidural acelarou de tal forma o trabalho de parto que eram 15h : 45 m já tinha a minha filhota nos braços, mal sabia chorar, e ainda hoje me lembro do cheirinho dela assim que ma deram.

Agradeço a todas as enfermeiras e parteiras que me auxiliaram, foram excelentes comigo, e deram-me os parabéns assim que a minha filha nasceu pois portei-me muito bem, tanto na fase da dilatação como no parto, mal cheguei á sala de partos fiz 3 forças e ela nasceu, perfeitinha e linda.

Nesse dia já não tive visitas a não ser a companhia do meu marido até ás 20 horas.
Bem acho que já falei demais, apesar de ainda ter muito mais para contar pois cada dia há uma novidade sobre ela.

É pena que em portugal a licença de maternidade seja tão curta, pois faz amanhã 4 meses e já comecei a trabalhar, e custa muito ver ela a dormir tão bem e ter de a levantar da caminha quentinha, mas tem de ser.
Boa sorte a todas as mamãs e felicidades para os v/ rebentos. Beijiinhos.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]