Poesias de natal

Menino Jesus que estás no bercinho
Protege os meninos, a mãe e o paizinho.
E se puder ser, não leves a mal
Dá-me um presente porque é Natal!
E se puder ser, não leves a mal
Dá-me um presente porque é Natal!

Fui pôr o sapatinho
Na janela do quintal
E o Pai Natal deixou
Um presente de Natal!
Como é que o Pai Natal
Não se esquece de ninguém?…
Seja rico ou seja pobre
Uma prendinha sempre vem!

Pai Nosso do Natal

Pai nosso de cada Natal
Santificado seja nosso presépio
Venham a nós os vossos presentes
De humildade, sabedoria e caridade
Que seja feita muitas festas
Para o maior aniversariante
Assim com fazemos o nosso…

O brilho da estrela guia
Nos dai hoje, para nos guiar o ano todo.
Perdoai pela nossa destruição das árvores
E dos natais de quem tem fome num
planeta tão cheio de alimento, assim
como a natureza nos perdoa e nos tolera.
Que possamos ser como o anjo Gabriel
Mensageiro da paz e da boa nova,
Como Maria
Dizendo sempre sim para Deus
Livrai-nos das tentações da soberba
Da intolerância da arrogância
E do Natal consumista.
Livrai-nos, também, Senhor
Do esquecimento de seu aniversário
FELIZ ANIVERSÁRIO, JESUS.

(Jarbas Carvalho Marques)

Poema de Natal

(Fernando Pessoa)

Natal… Na província neva.
Nos lares aconchegados,
Um sentimento conserva
Os sentimentos passados.

Coração oposto ao mundo,
Como a família é verdade!
Meu pensamento é profundo,
Estou só e sonho saudade.

E como é branca de graça
A paisagem que não sei,
Vista de trás da vidraça
Do lar que nunca terei!

(Fernando Pessoa)

Classificação
A sua opinião
[Total: 1 Média: 5]