Calendário
« < Outubro
2014
> »
D S Q Q Q S D
28 29 30 1 2 3 4
5 6 7 8 9 10 11
12 13 14 15 16 17 18
19 20 21 22 23 24 25
26 27 28 29 30 31 1

Aniversários


Nascidos a
2005-10-31

Inês Sofia dos Santos Montez

(9 Anos)


Nascidos a
2007-11-01

Santiago

(7 Anos)



(5 Anos)

Envie um postal de parab�ns!
Férias e Viagens
A criança na piscina
Todos os pais já ouviram falar dos benefícios da natação para os filhos, mas ainda se colocam muitas dúvidas acerca da melhor idade para iniciar este exercício ou se este será ou não benéfico.

Os pediatras divergem sobre esse assunto. Enquanto uns incentivam os pais a colocar os bebés na água o quanto antes, outros aconselham que se espere até a criança completar 1 ano para iniciar a prática da natação. Seja qual for a sua escolha, certifique-se que a água da piscina escolhida recebe tratamento adequado e que o bebé estará sob supervisão de um profissional treinado durante todo o tempo que estiver na água.


A natação é o desporto mais completo que existe e proporciona à criança um melhor desenvolvimento físico e psicológico. Em Portugal é normal que as aulas para bebés tenham início a partir dos dois meses de idade, altura em que a criança ainda não perdeu a noção do meio líquido no qual viveu durante nove meses, não demonstrando por isso as típicas reacções de medo de algumas crianças mais velhas.


Este é também um passo importante na vida do bebé, porque até esta altura ele teve poucos contactos sociais e a natação vai permitir-lhe um contacto com outras pessoas, nomeadamente o monitor. No caso de a aula ser acompanhada pelo pai ou mãe, esta vai reforçar mais ainda os laços existentes. A natação proporciona também o desenvolvimento da auto-confiança porque o bebé sente que consegue dominar um ambiente hostil e começa a ganhar a primeira independência face aos pais.


A água proporciona ao bebé a sensação de perda de gravidade ao mesmo tempo que lhe apresenta uma enorme variedade de novos movimentos que não poderia efectuar fora desta. Esta experiência ajuda-o a explorar a motricidade e pode levá-lo a começar a caminhar mais cedo, levando a um melhor desenvolvimento neuromotor, uma vez que lhe são proporcionadas um maior número de sensações importantes.


O movimento é outro aspecto importante, uma vez que na piscina o bebé não encontra muitos apoios e tem de estar constantemente a movimentar-se no colo dos pais ou monitores, o que lhe exige um esforço extra desenvolvendo melhor os músculos e o aparelho cardio–respiratório. O apetite é também estimulado devido ao esforço físico que foi praticado e o sono é mais tranquilo.


No entanto há muitos receios em relação há natação de bebés, alguns dos quais despoletados por um estudo recente que aponta o cloro como causador de problemas imunológicos e respiratórios como a asma e as alergias. A água e o cloro podem também provocar sinusite, irritação na pele e otites, em especial nas piscinas aquecidas, local onde o ar fica viciado, causando dificuldade em respirar e irritação das mucosas.


Antes de inscrever o bebé na aula, verifique as condições da piscina. A água deve ser cristalina, apresentar Ph de 7.4. a 7.6, nível de cloro 2 ppm e temperatura média de 32 graus.


A decisão cabe-lhe a si, mas deve sempre consultar a opinião do pediatra que pode recomendar ou não este exercício consoante as condições físicas da criança.





 

  • Digg!
  • Reddit!
  • Del.icio.us!
  • Facebook!
  • Slashdot!
  • Netscape!
  • Technorati!
  • StumbleUpon!
  • Newsvine!
  • Furl!
  • Yahoo!
  • Ma.gnolia!
  • Free social bookmarking plugins and extensions for Joomla! websites!
(6 votos)  
  Sem comentários.
Comente este tema no forum. (0 posts)
Foruns
Já pode participar nos foruns do ABCDOBEBE.

Partilhe as suas opiniões e experiências com toda a comunidade e comente os artigos.

Ainda não está registado? Registe-se ou faça login e participe.

Contamos com a sua opinião.

Precisa de ajuda? Clique aqui

Gravidez - Bebés - Crianças - Familia - Diversos

O ABCDOBEBE é um projecto desenvolvido e gerido pela MULTIBASE © Copyright 2000-2011.