As crianças e o carnaval

Os mais pequenos adoram o Carnaval e tudo o que envolve, os fatos, as máscaras que muitas vezes não querem deixar de usar, mesmo na hora de ir dormir. Muitas vezes torna-se uma verdadeira dor de cabeça para os pais.

Apesar do Carnaval ser uma época de grande divertimento, especialmente para as crianças, é necessário ter em conta algumas regras e cuidados para garantir que nada acontece de mal.

Os bebés, por exemplo, até podem ser mascarados mas não devem frequentar barulhentas e agitadas festas e paradas carnavalescas. Isto porque, a agutação poderá provocar algumas insonias ou pesadelos durante a noite. Além disso, estao sujeitos a constipações pois como sabemos em Portugal o tempo é frio pela altura do Carnaval.

Se for para locais muito frequentados, como sucede com muitos desfiles e paradas em vários pontos do país, coloque uma pulseira de identificação no seu filho, com o seu nome completo e um contacto de telemóvel, para o caso dele se perder.

Em relação a máscaras é preciso ter algum cuidado. Deve-se evitar as máscaras que possam sufocar a criança. Para além das que se coloca na carinha do mais pequeno, acessórios como pistolas e espadas devem ser evitados. Sabemos que eles gostam muito de se mascarar de zorro ou de cowboy mas lembre-se que este tipo de acessórios apenas fomenta a violência, podendo provar alguns acidentes.

Se recorrer a pinturas corporais e faciais, tenha em conta que estas devem ser feitas com tintas naturais, neutras e que sejam fácil de retirar. Evite colocá-las junto aos olhos e à boca. No que se refere a calçado, o ideal é calçar sapatilhas que não apertem os pés, para que a criança possa correr e saltar com maior conforto. Se chover, opte por botas ou galochas, também elas confortáveis.
 
Os confetis são muito giros e cheios de cores mas também saã muitos perigosos. Se tem um bebé tenha em atenção para que não leve à boca estes papelinhos pois poderá engasgar-se facilmente.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]