A Galinha Ruiva

3448
História da galinha ruiva

Numa casinha amarela e muito arrumadinha, no campo, vivia a Galinha Ruiva com seus filhinhos. Eram três pintainhos amarelinhos e muito lindos. Ali perto moravam também um gato, um ganso e um porco. Eram todos muito amigos.

Num dia de verão, a Galinha Ruiva foi passear pelos campos. Encontrou um grão de trigo no chão e disse:
“-Vou plantá-lo, vai ser um lindo pé de trigo”.
A Galinha Ruiva perguntou ao gato, que ia a passar:
“-Quer ajudar-me a plantar o grão de trigo?” “-Eu não”, respondeu o gato.

A Galinha Ruiva perguntou então ao ganso:
“-Quer ajudar-me a plantar o grão de trigo?” “-Eu não”, respondeu o ganso.

A Galinha Ruiva foi então perguntar ao porco:
“-Quer ajudar-me a plantar o grão de trigo?” “-Eu não”, respondeu também o porco.

“Pois vou plantá-lo sozinha”, disse a Galinha Ruiva. Ela fez um buraco na terra com o bico e plantou o seu grão de trigo. Poucos dias depois a semente germinou e o pé de trigo foi crescendo, crescendo… até que deu uma bela espiga.

A galinha perguntou ao gato, ao ganso e ao porco:
“-Quem quer ajudar-me a colher a espiga de trigo?”

Eu não, disseram os três em coro.
“-Então vou colher sozinha”, disse ela.

A Galinha Ruiva colheu a espiga e perguntou:
“-Quem quer ajudar-me a levar o trigo ao moinho?” “-Eu não”, responderam o gato, o ganso e o porco.
“-Então vou sozinha”, disse a Galinha Ruiva. Ela pôs o trigo numa cesta, chamou os seus três pintainhos e partiu em direção ao moinho.

O moleiro moeu os grãos de trigo e fez farinha. Colocou-a num pacote e entregou-a á Galinha Ruiva.

A Galinha Ruiva e os três pintainhos voltaram para casa. Ia ela com o seu pacote de farinha na cesta toda orgulhosa mas a meio do caminho a galinha estava tão cansada, então sentou-se debaixo de uma árvore para descansar um bocadinho.

O gato, o ganso e o porco, que estavam ali por perto, vieram logo a correr fazer troça e rir-se da galinha.

A Galinha Ruiva perguntou aos três:

“-Querem ajudar-me a fazer o pão?”
“Eu não”, disseram os três ao mesmo tempo.
“-Então vou fazer o pão sozinha”, disse ela.
“-Agora quem quer ajudar-me a cozer o pão?”, perguntou a Galinha Ruiva, quando a massa já estava bem crescida.
“Eu não”, respondeu o gato.
“Eu também não”, disse o ganso.
“Nem eu”, disse o porco.
“Pois vou cozê-lo sozinha”, disse a Galinha Ruiva.
“Ela acendeu o forno e, quando ficou bem quentinho, colocou lá dentro os pães para cozerem. Os três pintainhos estavam ali perto, olhando curiosos”.

Assim que o pão ficou bem cozido, a Galinha Ruiva tirou-o do forno e colocou-o no parapeito da janela para arrefecer, O pão-doce estava corado e bonito. Dava água na boca! Os pintainhos esperavam ansiosos a hora de comer um bocadinho.

O gato, o ganso e o porco estavam ali por perto. Sentiram o cheiro delicioso a pão cozido e vieram a correr.

A Galinha Ruiva apareceu na janela e perguntou:
“-Quem quer ajudar-me a comer o pão?”
“-Eu quero!”, respondeu o gato. “Eu também quero!” , disse o ganso. “E eu também!” , gritou o porco.
Os três já iam a entrar na casa, mas a Galinha Ruiva fechou a porta e disse:
“-Vocês não me ajudaram a plantar o grão de trigo. Não regaram, nem colheram, nem levaram a espiga ao moinho .“
“Também não quiseram ajudar-me a fazer o pão e a cozê-lo. Agora, não vão comê-lo. Eu fiz tudo sozinha, agora vou comer o pão com os meus pintainhos.”
E a Galinha  se bem o disse, melhor o fez.

A sua opinião
[Total: 3 Média: 4.3]

Escreva um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here