Bebés sentem mais dores do que se pensava

912

Um estudo conduzido por investigadores britânicos sugere que os bebés recém-nascidos sentem mais dor do que se pensava. A equipa, do University College London, afirmou que os bebés demonstram dores ou desconforto não apenas quando choram, mas também quando dobram pés e pernas, arqueiam as costas, esticam os dedos e fazem caretas.

Os especialistas monitoraram a actividade cerebral de 12 bebés, alguns deles prematuros, durante o teste do pezinho – um procedimento médico doloroso que consiste em retirar algumas gotas de sangue do bebé para detectar possíveis doenças genéticas e infecciosas que poderão afectar o seu desenvolvimento.

O estudo detectou que expressões faciais, como caretas, olhos muito abertos e testa franzida já eram suficientes para indicar que os bebés estavam a sentir dor.

O choro, afirmaram os investigadores, apontava que a dor era muito forte.

O monitoramento do cérebro ainda revelou que alguns recém-nascidos tiveram reações cerebrais associadas à dor mas não as expressaram por meio de respostas físicas. 

A coordenadora do estudo, Rebeccah Slater, espera que o trabalho ajude os médicos e os pais a melhor identificar os sinais de dor por meio de expressões e movimentos corporais.

A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]

Escreva um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here