Presentes para o seu filho

As crianças tal como os mais velhos adoram surpresas e por isso, compre-lhe o presentinho adequado para agradar-lhe seja ou não o Natal.

Sempre que uma época festiva se aproxima, e caso tenha uma lista de familiares e amigos com uma certa dificuldade em saber aquilo que o seu filho(a) aprecia nestas idades, deixamos-lhe aqui uma pequena ajuda que a irá ajudar a escolher os melhores presentes para o seu pequenote.

Nos primeiros meses de vida é o mês das novidades, no qual o bebé começa a aprender e a distinguir pequenas coisas. A partir do primeiro mês de vida, é que o bebé se apercebe das diferenças existentes em seu redor e só nesta altura, conseguirá concentrar-se devidamente num determinado objecto. Os pais são os coordenadores das suas brincadeiras e eles mesmos, constituem a sua diversão preferida.

O carinho e a segurança transmitida ao bebé, processa-se através da sua voz e miminhos que o deixarão nas núvens. Uma coisa que estimula muito a criança são as cores vivas. De início, descodifica o preto e o branco e só depois as cores primárias, como o vermelho, amarelo, azul e verde.

 Assim, entre os 0 e os 3 meses, pode oferecer uma coisinha simples e com cores bem vivas, para que ele aprenda a manejá-la e a perceber a capacidade inerente que tem de movê-la. Uma prenda simples, só para ele poder aproximar e afastar o objecto e mexer-lhe, é o ideal para o seu filho.

A partir dos 3 meses e até aos 6, vá optando por objectos cada vez mais coloridos e com mais recortes e detalhes, para que o seu filho se possa concentrar neles mais vastamente e perceba a complexidade do objecto. Procure a partir desta idade comprar brinquedos com música, que é uma característica própria da idade. Se há coisa que ele aprecia é uma boa melodia ou canção. Ao entrar numa loja e referir a idade do seu filho a pessoa que a atender, certamente a ajudará nesta questão das idades e das melodias ideais.

 É após os 6 meses e até cerca dos 9, que a criança começa a fase em que o procura o equilíbrio do seu corpinho. Toda a confiança possivel deve ser transportada dos pais para a criança, aprender a desenvolver-se e a caminhar por ela. Sendo o período em que descobre os movimentos, porque não comprar-lhe um brinquedo que faça pequenos movimentos ou sons que, a criança vai agora começando a apreender para si mesma? Assim, tudo ficará facilitado e a criança compreenderá melhor, aquilo que está a tentar fazer que é equilibrar-se e emitir outros sons, que não os que lhe são familiares.

No último trimestre e até completar o primeiro ano de vida, a criança descobre o prazer de gatinhar. Percorrerá a casa de um lado para o outro, e é bem possível que venha a fazer alguns estragos. Descoberto o movimento quase na sua totalidade, procura a imaginação e coisas novas. Por isso, ofereça-lhe um brinquedo que dê para montar e desmontar, de maneira a motivá-lo para novas brincadeiras. Outra possibilidade, são os brinquedos para ele poder brincar no seu banhinho, algo que nunca desperdiça pois à partida as crianças apreciam muito a água, em especial se se fizer do banho um momento divertido.

A partir de uma certa altura já descobriu quase todas as brincadeiras, e nesta fase o seu interesse é brincar com os amiguinhos com quem vai estabelecendo contacto. Todavia, pode começar a evidenciar-se um certo egoísmo no que diz repeito à partilha dos seus objectos pessoas, característico das crianças com mais de um ano. Se lhe comprar uma mota, um carro ou um boneco grande que ele possa montar e andar pela casa inteira, ele ficará radiante.

Na fase que antecede os 2 anos, a criança já tem as sua capacidades quase todas desenvolvidas e aqui, deve começar a pensar em oferecer-lhe brinquedos que conjuguem todas as características atrás referidas: desde os sons, ao movimento, cores e imaginação para criar figuras ou objectos. É a partir dos dois anos de vida, que os brinquedos devem começar a corresponder à sua percepção sensorial, às sua capacidades imaginativas, necessidade de movimento permanente e ao aspecto criativo.

Saiba portanto, que com o passar dos anos começa a ser cada vez mais complicado, corresponder às necessidades dos seus filhos, pois eles parecem querer tudo aquilo que vêm nas montras e nos outros. Até lá, seja você também bastante imaginativa e conceda-lhe verdadeiras surpresas com a sua selecção de presentes.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]