Famílias sentem falta de espaços para desporto

174

Um inquérito realizado pela Associação Portuguesa de Famílias Numerosa indica que as cidades portuguesas têm falta de espaços para desportos ao ar livre, mas o aumento da prática também passa por uma mudança das mentalidades.
Ontem, a Associação Portuguesa das Famílias Numerosas (APFN) procedeu à entrega à ANMP – Associação Nacional de Municípios Portugueses do estudo "Mobilidade das Famílias Portuguesas".

Baseado num inquérito a 1203 famílias, residentes em Portugal e ilhas, com idades entre os 25 e os 45 anos, com filhos, este estudo pretendeu aferir se os portugueses praticam exercício em família, em que locais o fazem e perceber a razão pela qual as famílias não praticam exercício físico em família ao ar livre.
 
Realizado pela empresa Área de Planeamento e Estudos de Mercado, Lda. (APEME), no  âmbito do projecto “Um Modelo de Parque”, ao qual a APFN está associada, as conclusões do estudo “Mobilidade das Famílias Portuguesas” permitiram aferir que 69% das famílias entrevistadas afirma que a sua cidade/zona não está dotada de equipamentos desportivos ao ar livre, como parques e jardins, que permitam a prática de exercício físico e actividades ao ar livre em família, atribuindo (90%) a responsabilidade às autarquias.
 
Dada a importância e relevância destas questões no que concerne à qualidade de vida dos cidadãos e respectivas famílias, numerosas ou não, foi pedido à Associação Nacional de Municípios Portugueses, enquanto alta representante dos municípios portugueses, que disponibilize as conclusões do estudo a todos os municípios de Portugal, com o objectivo de sensibilizar as autarquias para o problema detectado.
 
Esta acção vem na sequência do trabalho que a APFN tem vindo a realizar nos últimos 10 anos no sentido de tornar Portugal num país familiarmente responsável, à semelhança do que já acontece na maioria dos países europeus, recorrendo a parcerias com entidades públicas e privadas.

A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]

Escreva um comentário

Please enter your comment!
Please enter your name here