O tempo da chucha!

Muitos pais vivem na indecisão acerca do que escolher: deixar que o bebé chuche no dedo ou optar pela chucha. Para os pediatras, não se colocam dúvidas, a chucha é sempre a melhor opção, mas no tempo certo.

 Uma chucha funciona como uma tetina, e o bebé pode chuchar sempre com força que nunca corre o risco de a engolir. No mercado existem muita opções de chuchas com diferentes tetinas, mas as mais práticas e cómodas são as de peça única em borracha mole, que evitam que a criança se magoe ao dormir com ela.

A chucha parece dar à criança uma sensação de conforto e quando atravessa períodos de irritabilidade a sucção pode acalmá-la, o que também ocorre no caso das cólicas. Quando os dentes estão para nascer, a chucha também pode ajudar a criança a enfrentar o desconforto, mordendo a borracha.

A evitar a todo o custo é que use o dedo como chucha. Isto não só é prejudicial para a saúde, como também vai fazer com a criança leve mais tempo a largar o hábito. Está provado que a criança que chuche no dedo vai faze-lo até mais tarde do que as que optaram pela chupeta.

Se o seu bebé, após as refeições coloca o dedo na boca e o chucha com sofreguidão é altura de lhe colocar a chucha. Muitos pais dão a chucha aos bebés recém-nascidos, e nas maternidades também se opta por esse procedimento. A melhor altura é logo que se aperceba de que ele gosta de chuchar no dedo.

O principal objectivo é que a criança use o máximo possível a chucha de forma a ficar satisfeito e largá-la depressa. Durante os primeiros meses, coloque-lha sempre que ele esteja acordado.

A normal evolução do bebé leva a que ele próprio perca o interesse pela chucha entre os dois e os quatro anos de idade. A separação da chucha deve sempre ser feita pela criança, e nunca tirar-lha à força. Comece por tirar-lha assim que adormeça, ou quando estiver completamente adormecido, para evitar choros.

Quando reparar que a criança se sente perfeitamente feliz sem a chucha, durante uma a duas semanas vá reduzindo a sua utilização e meta-lha na boca se ele se mostrar necessitado.

O que nunca deve fazer com uma chucha é molha-la em açúcar ou leite condensado para facilitar a sua aceitação, porque aí vai estar a tornar a criança dependente do doce.

A chucha é uma parte importante da vida de uma criança, não a deve privar disso, ela própria vai saber quando não tiver mais necessidade. Guarde as chuchas para mais tarde recordarem juntos a infância.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]