Amamentação pelo Biberão

Para o seu filho, é muito melhor poder amamentá-lo, você mesma. Porém, se não o fizer por qualquer razão que seja, poderá amamentá-lo a partir de leite seco de vaca, que se tenta aproximar o mais possível ao leite materno.

Os níveis muito elevados de proteína e sal do leite de vaca, não são adequados aos rins do bebé, nos primeiros seis meses. Se o vai alimentar através do biberão, informe-se sofre alguns pormenores imprescindíveis, para dar de mamar corretamente, seguindo esta fonte de alimentação.

Como forma de precaução, compre seis biberões, de maneira a que a sua preparação seja ampla, deixando algum de reserva. Compre biberões que sejam fáceis de lavar, com marcações nítidas, leves mas resistentes à queda, e com uma tampa protectora resistente. As tetinas devem caber no biberão e, devem ser de boa qualidade.

Adquira uma ou duas a mais, por precaução e certifique-se, que as mesmas têm um orifício médio, pois ainda não tem a certeza da velocidade a que o bebé come. Posteriormente, já pode comprar a mais adequada ao seu bebé.

As tetinas já gastas ou com um orifício demasiadamente grande, devem ser deitadas fora. A escova com que lava os biberões deve ser uma especial, e não uma qualquer que tenha lá por casa. Tenha uma espátula, para nivelar a medida do leite em pó e, por motivos de higiene tenha todas estas coisas bem guardadas, imunes à sujidade. È importante ver se está a utilizar a dose correta de pó, aconselhada pelo fabricante.

As tetinas e os biberões devem ser esterilizados e lavados, depois de serem usados para que sejam evitadas, infecções súbitas. Após a mamada, passe-os por água fria, e só depois com água quente e detergente, recorrendo à escova. Tenha atenção e cuidado, não vá o orifício com a lavagem ficar entupido.

A esterilização pode ser feita através de um método químico, utilizando comprimidos ou soluções, propícios para este método. A esterilização, pode igualmente ser realizada, através de vapor, sendo os biberões colocados num recipiente de vapor para micro-ondas, destinado para conceber o dito vapor. O mais antigo método de esterilização é o da fervura, onde os biberões são colocados numa panela até ferverem, durante 10 minutos. A panela fica fechada, até os mesmos virem a ser usados.

Ao usar a água para lavar os biberões, nunca utilize as primeiras águas que saem da torneira, deixe sempre a água correr alguns segundos. Ao utilizar água engarrafada, nunca recorra a água com gás. Atenção, que toda a água utilizada para a preparação de biberões, deve ser fervida.

Lave cuidadosamente as mãos, antes de preparar o leite ao bebé.

Com a quantidade de água fervida indicada, deite-a para dentro do biberão. Junte a dose do leite em pó e agite bem. Convém utilizar uma espátula limpa. Se acha que o seu filho precisa de comer mais, acrescente água e pó, mas na quantidade correta.

Quando for dar de comer ao seu bebé, após ter encontrado a posição correta, tenha em conta que a parte da tetina deve ficar cheia de leite, e sem ar algum. Da mesma forma que deve ter em atenção, que há bebés que gostam de mamar tudo de uma vez e outros, preferem fazer pequenas pausas.

Veja se a temperatura do leite, é a mais indicada, deixando cair umas gotas na parte interior do pulso. A temperatura ideal, é morna.

A amamentação é a base de uma boa estrutura do organismo do seu bebé. Ainda que não possa amamentá-lo naturalmente, deve por isso, dar-lhe o respectivo biberão. Mas, não basta apenas dar-lho. É preciso vários cuidados, que temos a certeza que irá seguir…

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]