Mitos e verdades sobre a gravidez

Ouve tanta coisa que fica sem saber em que acreditar?  Pois aqui ficam alguns esclarecimentos sobre mitos e verdades durante a gravidez:

  1. Não pode haver contato com animais de estimação durante a gravidez.

    Mito.Os animais de estimação, quando vacinados, podem conviver normalmente com as gestantes, mas alguns cuidados devem ser tomados. Deve-se evitar contato com gatos que, se estiverem contaminados, podem transmitir a doença. Essa doença, se adquirida durante a gravidez, pode passar para o bebê e causar sérios problemas como malformações.

  2. Pintar o cabelo faz mal para a saúde do bebé.

    Mito, mas é preciso ter cuidado. Não se tem estudos suficientes para responder ao certo o porquê, contudo, tratamentos como reflexos, escovas progressivas e outros tipos de alisamentos, entre outros mais agressivos, devem ser evitados durante toda a gravidez.

  3. Banho quente durante a gestação é prejudicial.

    Verdade. Banhos quentes provocam dilatação dos vasos sanguíneos em qualquer pessoa e, por isso, podem provocar queda da pressão e mal estar. Além disso, o banho muito quente resseca a pele e, se não for bem hidratada, pode contribuir para a formação das estrias que já são mais frequentes durante a gravidez. O ideal durante a gestação são banhos mornos e rápidos.

  4. Bebidas alcoólicas devem ser evitadas na gravidez.

    Verdade. O álcool pode causar diversos problemas, entre eles, afetar o crescimento do bebê, provocar alterações do rosto e anormalidades do sistema nervoso.

  5. Os seios ficam flácidos após a amamentação.

    Um pouco verdade. Com o final da amamentação os seios diminuem de volume e podem ficar flácidos após a gravidez, independentemente da amamentação.

  6. Não se deve fazer sexo na gravidez.

    Mito. O sexo durante a gestação, se não houver contraindicações médicas, é seguro para o bebê e pode ser praticado em qualquer fase da gestação, desde que a mulher se sinta confortável. É preciso conversar sobre isso com o obstetra que faz o seu pré-natal.

  7. Quando o bebé é grande, precisa nascer de cesariana?

    Mito. É claro que o peso do bebé às vezes influência a escolha adequada da via do parto, porém isso não é uma regra. É necessário primeiro fazer uma avaliação adequada da pelve materna (bacia) e também das condições psicológicas da grávida.

  8. Depois de uma cesariana, não se pode fazer um parto normal.

    Mito. Após uma cesariana é recomendado, caso o parto aconteça por via vaginal, que se faça uso de fórceps, que em mãos experientes é uma importante ferramenta de auxílio. Porém, é verdade que a maioria dos obstetras preferem realizar uma cesariana se a paciente já passou por uma anteriormente.

  9. Não se pode tomar nada “diet” durante a gravidez.

    Metade mito, metade verdade. Não é bem assim, tudo depende da qualidade do adoçante utilizado. Informe-se com o seu obstetra.

  10. Barriga pontiaguda é menino, e redonda é menina.

    Mito. Não existe qualquer estudo que comprove tal afirmação, porém é algo muito antigo que diverte as grávidas nas conversas com amigas e familiares.

  11. Carnes cruas, ovos e peixes não devem ser consumidos durante a gravidez.

    Metade mito, metade verdade. Depende do estado imunológico da paciente perante determinadas infecções, como a toxoplasmose, que é transmitida por carnes crúas ou mal passadas e de origem não muito bem determinadas.

  12. A pele da grávida fica manchada se for exposta ao sol.

    Verdade. Principalmente para quem tem pele clara. Depois da gestação pode ser bem difícil remover essas manchas, por isso é importante o uso de protector solar.

  13. Se existir um risco preto na barriga, vai ter um bebé muito moreno.

    Mito. Toda a grávida tem um risco preto na barriga desde a púbis até quase ao estômago, que se chama Linha Nigra. Quanto mais morena for, mais escura ficará essa linha, pois ela decorre do depósito de melanina nessa região. Por isso, é bom evitar apanhar sol na barriga durante a gravidez, porque isso dificultará o clareamento dessa linha depois do parto.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]