Quando o bebé regressa a casa após nascer…

Os primeiros dias em casa do seu pequenote são uma verdadeira azáfama para os pais. Parece que a criança se vai desfazer a todo o instante, e conseguir dar-lhe a devida atenção a todas as suas necessidades, parece quase impossível.

Na maternidade há muitas pessoas, mas sózinhos como é que o casal conseguirá corresponder aos seus apelos?

Inevitavelmente, e não menosprezando o papel do pai, as primeiras semanas são de muito trabalho para a mãe. Aliás, ela é o braço que segura a criança, dando-lhe de mamar e cuidando dele diariamente, embora o pai tenha a sua importância neste processo. Todavia, e sendo a figura da mãe essencial para o bebé, um facto inegável é que a mesma se encontra muito desgastada, física e psicológicamente, após o parto.

A mãe passa por uma grande fase de ansiedade e de angústia nas primeiras semanas. Importante para ela é acudir sempre ao seu filho, mas é natural que as forças comecem a faltar e que não tenha recursos para fazer tudo aquilo que deseja. O esforço físico do parto foi tão desgastante, mas esta maratona não termina na sala de parto, pois há ainda um longo caminho a percorrer.

O choro da criança é uma das coisas que mais confusão causa às mães. Não percebem porque é que a criança tanto chora, e muito menos porque é que o faz exactamente quando era suposto estar a dormir, isto é, durante a noite. Há que aprender a controlar o choro da criança e responder de imediato às suas exigências, mas isto só acontecerá com o tempo. Ainda assim, saiba que se o atender logo, terá menos probabilidades de a criança chorar.

O aleitamento é outras das coisas complicadas para a mãe. De início, parece dar a sensação que o bebé não quer, mas depois torna-se algo muito frequente. Funcionando na perfeição, os seios começam a ficar gretados e parece que o bebé nunca se cansa de mamar. Mas, deve corresponder aos seus pedidos, até mesmo para evitar uma choradeira, e só deve parar quando o bebé assim o entender.

É nesta altura, como em todas as outras, que os pais devem dar a máxima atenção aos seus filhos. Aprender a controlar o sono, por causa das mamadas, que ele lhe pede a horas impróprias, é uma virtude. Tente você também adequar-se aos hábitos dele e, se for preciso, durma uma sesta para se recompor. A dormir três ou quatro horas por noite, não conseguirá aguentar o cansaço.

Horas de sono a embalá-lo, a dar de mamar e a consolá-lo, quando o seu corpo grita ardentemente por uma cama, é a sua rotina quotidiana. Mas, esta árdua intensidade vai terminar, para de seguida começar outra. Ser mãe é isso mesmo: um renovar de energias e um enorme desgaste psicológico. Todavia, as recompensas superam isto tudo.

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]