A criança e os irmãos

O fato de as crianças terem irmãos pode influenciar bastante a sua personalidade, conduzindo-os a uma determinada postura e atitudes na sua vida. O mesmo acontece, se a criança não tiver irmãos. Mas atenção, pois caso não seja filho único a idade dos irmãos é importante.

Se tem um filho ainda muito novo, saiba que ele nunca sentirá ciúmes dos mais velhos pois as atenções estarão todas destinadas para ele. Pelo facto de ser o mais novo, os pais acabam por ter menos expectativas para ele, portanto a pressão paternal não será tão intensa. A personalidade desta criança será à partida, mais dependente dos mais velhos e com um grau de disciplina inferior ao dos seus irmãos.
Quando os filhos mais novos se tornam adultos, é normal serem menos ambiciosos e com um maior desejo para quebrar as regras estabelecidas socialmente, isto caso tenham tido em novos uma educação muito rígida. Os seus companheiros, serão normalmente mais velhos e podem ter uma especial incidência, para agir segundo a via da manipulação. À partida serão sociáveis e simpáticos mas, se a sua educação não foi a melhor é possível que se irrite com facilidade e que seja tímido.

Esta descrição adequa-se se estivermos a falar de um rapaz mas, se for uma rapariga a irmã mais nova de outras raparigas, será bastante alegre, espontânea, caprichosa e muito exigente.

O marido certamente será o irmão mais velho de mulheres, e a maternidade não lhe diz grandes coisa. Mas, se for a irmã mais nova de rapazes a situação é bem diferente. Será a preferida de toda a família, espalhando alegria por todo o lado. Tudo parecer ser muito fácil, pois terá a proteção e ajuda de todos. Pelo facto de ter muitos irmãos, dificilmente ficará satisfeita com um só homem. A nível profissional desenvolver-se-á razoavelmente, e as amigas femininas serão muito raras. O que ela prefere mesmo são os homens, em todos os sentidos.

Quando se trata da irmã mais nova de um grupo misto, a sua personalidade será muito parecida à da sua irmã(o) mais nova(o). Adota uma ótima relação com ambos os sexos, tendo em conta o ambiente que a rodeia. Tanto pode vir a ser a mais submissa, como a mais ambiciosa de todos os irmãos. Mas, quando se trata do irmão mais novo somente de rapazes, este será o rebelde, o teimoso, entregue ao presente, sem planos futuros. É o mais fechado no relacionamento com mulheres, e a enorme responsabilidade enquanto Pai, causa-lhe muitas dores de cabeça.

Um irmão mais novo rodeado de raparigas, peca por falta de motivação interior, não se esforçando muito pois sempre teve toda a atenção. Se o número de irmãs for extenso, muito dificilmente este será um homem de uma mulher só. Este é o homem que muda muito repentinamente de humor, ainda que seja uma pessoa agradável. Se o caso for um irmão no meio de um grupo misto, então este é o tipo de rapaz rebelde, que pouco ou nada quer saber de trabalho ou de empregos.

Os filhos do meio, são de difícil caracterização mas, são aqueles que mais se parecem com o primogenito. Podem ir buscar características aos mais velhos, mas como são os do meio nunca tiveram a atenção só para eles e por esse motivo, têm pouca iniciativa e são mais dependentes que os restantes. Os filhos únicos, raramente aceitam o fracasso e são muito perfeccionistas. Reagem melhor à autoridade e aos pedidos de ajuda, do que as outras crianças com irmãos mas, a convivência íntima com outras pessoas pode ser muito difícil.

Finalmente, é fundamental falarmos dos gémeos. Estes são muito ligados, e dificilmente aceitam lições de moral de outras pessoas pois para os gémeos, eles são como uma equipa ou um dueto, não necessitando de ninguém. Estabelecer relações com outras pessoas é complicado, porque apoiam-se muito um no outro não ligando a mais ninguém.

Agora, talvez possa compreender um pouco melhor as atitudes que considera estranhas da parte do seu filho. Saiba que é uma questão de personalidade e de convivência entre os irmãos mas, como é óbvio, a educação está sempre na base de tudo…

Classificação
A sua opinião
[Total: 0 Média: 0]