O bebé não dorme

0
648
O bebé não dorme

A maternidade tem destas coisas. Não é só um novo membro da família que chega, com ele chegam muitos problemas. O choro durante a noite, que obriga os pais a arrastarem-se, de madrugada, até ao berço.

Um dia cansativo, e a única coisa que o corpo anseia é a cama e uma noite de repouso. Ma o seu bebé não pensa da mesma maneira e aqui começa o conflito. O pior é que ele não apresenta sintomas de doença, já comeu e tem uma fralda limpa.

Então o que é que se passa, porque é que o seu bebé não dorme?

Esta é a pergunta que perpassa na mente de milhares de pais desde tempos imemoriais e que tem arrasado com os nervos de muitas pessoas. Isto porque, não são apenas os pais que não dormem, porque o petiz, dando largas aos seus pulmões, tem ainda o condão de acordar (ou não deixar dormir) os vizinhos mais próximos.

Se quer evitar ir para o trabalho com ar de quem andou a fazer noitadas pelos bares e discotecas ou não quer receber “aquele olhar” dos vizinhos quando sai de casa, acompanhado de milhares de conselhos sobre como fazer o bebé dormir, ou criticas pelo que deveria ter feito, siga alguns conselhos simples, mas capazes de lhe providenciar o sossego de que necessita.

Na maior parte das vezes, a criança quer apenas ir para a cama dos pais e estes acabam por ceder em nome de uma noite bem passada. E isto é precisamente o que ele quer. O choro, aqui, não passa de uma forma de chantagem.

Alguns pais aguentam dois ou três dias deixando que a criança chore até se cansar, mas ao fim desse tempo acabam por ceder, porque ninguém é de ferro.

O mais importante neste tipo de situações, é criar rituais de sono. Torne o local onde ele dorme o mais confortável possível. Certifique-se que a temperatura do local onde o bebé está a dormir ronda os 24º. Todos os bebés dormem, em média, 60% do dia, mas cada um tem o seu padrão de sono.

É importante que aprenda a distinguir a noite do dia, dormindo com a luz natural e com as luzes apagadas de noite. Se acorda de noite para comer, não brinque com ele, mantendo o máximo de silêncio e calma, para que volte a adormecer depressa. Estas rotinas poderão ter de ser alteradas quando o bebé começar a gatinhar ou a colocar-se de pé, porque este pode alterar o seu comportamento em relação à hora de dormir.

Linhas de conduta firmes vão levar a um equilíbrio entre os pais e os filhos, para além de proporcionarem à criança a sensação de que tudo está bem. Tenha em atenção as sestas, que a partir do primeiro ano, devem ter horários definidos, não ultrapassando as 15 horas da tarde, para não prejudicar o sono profundo da noite.

A rotina é, acima de tudo, calmante, o primeiro passo para um sono descansado. Um ritmo calmo ao deitar, com uma história e sem absolutamente nenhuma televisão vai proporcionar um sono descansado. Deixe a criança aprender a adormecer sózinha, não ao colo nem a dar a mão a alguém. Quando muito, coloque-lhe perto um pequeno boneco, mas cuidado com as alergias e o asfixiamento.

Se acorda com frequência durante a noite, não o retire do berço e dê-lhe algumas palmadinhas nas costas para o acalmar. Ao fim de um período em que se levanta para ir ao quarto dele, passe a falar-lhe apenas do seu quarto, para ele saber que está por perto, mas que não vai a correr assim que ele deseja, de forma a que aceite a sua voz em vez da sua presença. Espere, pelo menos 15 minutos antes de ir ao quarto e trate-o de forma despreocupada.

Seguindo estes passos vai estar a proporcionar a si e ao seu companheiro o regresso do sossego, ao mesmo tempo que investe na independência do seu bebé.

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA